segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Há Sporting para além das chapas 5, mas deve ter cuidado

O Sporting ontem deu um importante passo no campeonato, conseguindo ultrapassar o atual campeão após uma escorregadela. Coisa que muitas vezes não temos conseguido fazer.

Deste jogo aponto 3 coisas:

-Foi o primeiro jogo oficial do Sporting sem William nem Adrien desde há muito tempo. Desde que Jorge Jesus chegou ao clube possivelmente. Pode não parecer mas é um ponto importante, algo a que possivelmente nos vamos ter de habituar. Já disse e volto a dizer, por muito amor que possam ter ao clube, é difícil manter 2 campeões europeus num clube que não tem ganho títulos. Facto.
Gosto muito do Adrien, já rubricou exibições estrondosas com a verde-e-branca, mas o seu historial nestas andanças dos mercados não é famoso. Já há anos que se vai falando de uma certa turbulência na cabeça do capitão leonino. Foi o episódio da renovação com possível saída para o Porto um dos expoentes máximos. E não gostei nada, mesmo nada, da maneira como ele respondeu à pergunta sobre a sua permanência no clube na flash do último jogo do ano passado. Pede-se mais a um capitão, atenção a isso.
Já William manteve sempre uma postura exemplar. Sem ponta de polémicas nem sinais de insatisfação. Apesar de, atualmente e ao contrário do que parecia acontecer antes, ser mais insubstituivel do que Adrien.



Felizmente a equipa reforçou-se bem este ano, e viu-se ontem um meio campo que pode ser o futuro do clube: Battaglia e B. Fernandes. Continuo a achar o argentino mais talhado para 8 do que 6, mas tem dado conta do recado, e bem. Bruno Fernandes dispensa comentários, tem partido a loiça toda, em mais do que uma posição. Aqueles 8M € ainda vão ser considerados uma pechincha.

-Sporting adormece e ontem apanhou um susto. Já estamos familiarizados com esta história, nem na Roménia nos safámos de um susto (apesar do resultado final). A equipa em campo já tinha muitos minutos em poucos dias, e nem a introdução de um estreado Alan Ruiz em 17/18 trouxe mais vida (pelo contrário, tirando a falta sofrida que deu livre para golo e uns pormenores fez um jogo mediano).
Esperemos que esta interrupção para as seleções faça bem aos jogadores, vêm aí jogos importantes. E decida os casos Adrien e William, assim como nos devolva jogadores lesionados como Podence.

-Não foi só o Sporting a vencer, o VAR também o fez. Deu-nos um final impróprio para cardíacos, mas houve justiça desportiva. Ou verdade desportiva, como quiserem chamar.

Pode parecer que estou a exagerar, mas há uns tempos atrás um jogo destes certamente teria acabado 2-2, iríamos choramingar durante tempos e tempos e no resumo da época iriamos sentir falta de 2 pontos em casa. Felizmente os tempos são outros. Continua a haver uns certos casos que o video-árbitro não muda, normalmente a favor dos do costume, mas ontem vimos um caso que, pelo menos a mim, me deixa aliviado. São 2 pontos que o ano passado não teríamos. Mas hoje são nossos. Assim como a liderança.

Força Sporting!

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Gelson x2 | Exibição qb frente ao Aves com destaques e reflexões a fazer

Senhoras e senhores,
está aberto o campeonato 2017/18!

O Sporting apresentou-se com os reforços: Piccini, Mathieu, Coentrão, Bruno Fernandes e Acuña.

Longe de ser um jogo perfeito, o ritmo lento característico da altura do ano em que nos encontramos e a falta de entrosamento de alguns jogadores foram as principais características do jogo de ontem, resolvido pelo menino Gelson: 2 golos e um atrativo extra para os tubarões dessa Europa do futebol.

Desportivo das Aves 0-2 Sporting

Destaques:

Battaglia > Adrien 
Calma, só neste jogo (pelo menos). Continuo a achar que o argentino foi uma boa contratação, oferece músculo e sobretudo transporte de bola. Adrien é Adrien, e ontem até acabou por ver um dos seus principais concorrentes ao lugar ficar por baixo (B. Fernandes), mas a substituição trouxe um outro nível e interesse ao jogo do Sporting. Uma coisa é certa, o Sporting melhorou consideravelmente as opções à posição 8, ou quem sabe, as alternativas à saída do capitão.

Acuña é jogador para títulos
Outro argentino que se tem dado bem com a nossa camisola. Mais um jogo, mais uma assistência. Acuña tem garra e trabalho, acompanhados de um remate potente e com pontaria (ontem testou por 2 vezes o GR do Aves, sacudindo por completo as gotas da rega do poste num deles). Vou gostando do que vejo por parte do nosso mais recente reforço e acredito sinceramente que Acuña foi um investimento com vista ao título. Resta trabalhar. E acreditem que será algo que o argentino fará. E muito.

William 2013/14?
O internacional português parece estar em forma e teve uma boa exibição, lembrando os tempos da sua chegada à equipa A do Sporting. Esperemos não só que permaneça em forma, como também que o faça no Sporting.

Bas Dost solidário
O holandês não marcou, o que é bom ser uma surpresa, mas teve 2 oportunidades oferecidas aos colegas (Bruno Fernandes e Gelson, se não me engano). O ano passado nem jogou a 1ª jornada (ainda era um rumor) e marcou os golos que marcou, por isso nada temam, mas são, na minha opinião, pormenores destes que distinguem os grandes jogadores.

Piccini não chega
Falo numa ótica quantitativa e também qualitativa. Fala-se de um lateral macedónio a caminho, mas por agora apenas temos o italiano, que ontem fez uma exibição fraca. Teve 1/2 boas subidas, mas ofereceu um golo ao adversário, que felizmente falhou. Ofensivamente tímido, esperemos que melhore a sua forma e confiança com o tempo.

Venha o próximo jogo!

sábado, 5 de agosto de 2017

O meu plantel para 2017/18 - Médio-Defensivo (6)

Enquanto que no ano transato estavamos dependentes quase exclusivamente de sir William, este ano felizmente contamos com mais soluções. Isto sem esquecer Palhinha que ainda fez meia época.

Solução atual: William Carvalho



E sejamos honestos, a única maneira de William não jogar a titular no Sporting é fazendo-o noutra equipa, que é como quem diz, ser vendido. Dificilmente me esquecerei do William Carvalho que do nada apareceu como uma belíssimo jogador no ano de 2013/14, jogador esse que durante muito tempo tivemos saudades. Nos anos seguintes perdeu algum fulgor e nem no ano passado com JJ, experiente em potenciar jogadores desta posição (Javi, Matic,...) regressou às enormes e frequentes boas exibições, passe a redundância enormes e boas.
Felizmente parece que a taça das Confederações fez bem ao jogador, pois este não só rubricou boas exibições na Rússia como na pré-época findada.

Tudo indica que ficará. Talvez se encontre mesmo naquele falado lote de jogadores que se manterá no mínimo dos mínimos até ao playoff da champions, mas não acredito muito na sua saída.

Restantes Soluções:

Palhinha- É difícil gostar de um bom trinco no Sporting depois de se habituar a ver William. Palhinha não segue o mesmo estilo de jogo de William, com serenidade nas coberturas, recuperações de bola e abertura nas alas, sendo mais um jogador de músculo e força, um trinco mais "à antiga". Não se põe em questão a sua qualidade, que é real e acompanhada de um potencial que certamente poderá levá-lo à titularidade em Alvalade no futuro. Contudo, lá está, não é William. Trata-se de um bom suplente, mas gostava de saber que vai jogar e evoluir, coisa que dependerá da gestão do plantel neste ano.

Petrovic- De patinho feio a... menos feio. O sérvio foi uma nulidade à exatamente um ano atrás, claramente um tiro falhado na tentativa de arranjar uma solução para o habitual titular. Mas parece que meia época em Vila do Conde não lhe fez mal de todo, e viu-se nesta pré-temporada. Mais confiante, menos erros e mais semelhante em certos momentos a William... só que ainda longe. E parece-me, pelo que foram os jogos recentes, que o sérvio parte atrás de...

Battaglia- Não queria contar com ele para esta posição (parece-me ser bastante superior como 8), mas até que fez umas boas exibições. Acabou mesmo por ser talvez a melhor surpresa até ao momento, sobretudo para aqueles que apontaram o dedo à sua transferência. Eu próprio fiquei um pouco reticente, mas hoje estou certo de que foi das melhores contratações deste ano. Comparado com Mattheus Oliveira então...

Bem, no que toca à equipa B (Bubacar,...?) nem vou referir nada, não parece haver um sério candidato a interferir nas decisões nesta posição.

De salientar a grande falha que existia há exatamente 1 ano atrás no que toca a soluções para esta posição. 
Continuamos a precisar de um DD pelo menos! Piccini não chega para atacar o título.

terça-feira, 25 de julho de 2017

O meu plantel para 2017/18 - Defesa Direito

Opção (sim, singular) atual: Piccini

Ainda tenho uns mixed feelings quanto às capacidades reais do lateral italiano. Há já algum tempo que critico a falta de inteligência do Schelotto, que parecia apenas saber galgar metros e cruzar quando a linha de fundo parecer estar demasiado perto para correr mais. Mas se formos a ver um galgo, alcunha do italo-argentino, no desporto apenas se limita a correr atrás de um coelho na pista, o que explica alguma coisa sobre o nosso lateral do ano transato.

Do que vi do novo italiano não me parece que o Sporting tenha feito um upgrade ao nível do que desejávamos. Com um maior poderio físico, menos aventureiro na frente, menos malabarismos técnicos, menos velocidade, mais capacidade defensiva e melhor no 1 para 1 defensivo do que ofensivo. Assim resumo o que vi nesta pré-época corrente.

Sinceramente acredito que somos capazes de estar melhores agora e o rapaz é relativamente novo, terá tempo para se adaptar melhor à nova realidade e aprender com o "mestre da táctica". Gelson (esperemos que fique mais um ano) pode vir a ter menos acompanhamento nas subidas mas acredito que terá um melhor apoio nas suas costas.

Mas vamos agora falar do verdadeiro problema desta posição: quem mais? É que a gente vendeu o Esgaio (era bonzinho, não mais que isso, vamos ser honestos) e temos o Schelotto entre a saída e a academia. Nem vou referir, com todo o respeito, o André Geraldes. Pode ser muito bom rapaz e tal, mas a falta de nível parece-me enorme para aquilo que precisamos.

Na equipa B as soluções também não ajudam muito. Mama Baldé já foi emprestado ao Aves (curioso por ver no que isto vai dar, o jogador é um monstro fisicamente e na B teve bons momentos, mas, lá está, a qualidade de um jogador vai muito para além disso). O Riquicho desde a lesão, infelizmente, nunca mais foi o mesmo, resta-nos esperar. O Bruno Paz (sim, eu lembro-me de o ver a fazer esta posição) é novo ainda.

Resumindo: é preciso resolver a situação do Schelotto e, se necessário, comprar uma alternativa. Gosto da garra dele, mas o italo-argentino não me parece reunir condições para ser uma verdadeira solução, não mais do que um bom jogador no banco para utilizar para alguns jogos em que seja preciso bolas na área (e os defesas adversários sejam só razoáveis, diga-se). Mas se não se encontrar uma boa oportunidade no mercado....

Ai que bom era encontrar um negócio tipo Slimani para esta posição....

sábado, 20 de maio de 2017

O meu plantel para 2017/18 - Defesa Central

Na linha do que tenho feito nas duas últimas publicações (GR e DE).

DC-Sebastián Coates, Paulo Oliveira, Rúben Semedo e André Pinto
O primeiro setor a ser reforçado para a época que aí vem. E sinceramente o que parece ter menos "ciência". Com estes 4 jogadores acredito que estamos mais que bem servidos para uma época inteira.
Apenas um indiscutível: Sebastian Coates. O Uruguaio manteve-se sempre no eixo da defesa em grande nível, dominando nas bolas no ar e sendo provavelmente o central com melhor saída de bola no plantel. Nada indica que irá sair, mas se tal acontecer não o deverá ser por valores inferiores a 8M € (atendendo que o seu valor de mercado atual ronda os 7M segundo o transfermarkt).
Paulo Oliveira e Ruben Semedo discutem um lugar ao lado do gigante Uruguaio. Pessoalmente acredito que o Semedo tem mais potencial (mais rápido, mais ágil) mas Paulo Oliveira apresenta níveis de concentração superiores, sendo mais fiável.
Só aqui temos 3 boas opções, contrastando com o que se verificou nas laterais. Imaginar que já tivemos uma dupla Maurício-Sarr (aquele golo sofrido mesmo no fim contra o Maribor...).

A somar a estes três atuais vem André Pinto do Braga. Parece ser um bom negócio, uma opção fiável já com muitos jogos na Primeira Liga a custo zero (sem olhar para os prémios de assinatura claro, a ver). Não sendo um jogador que me deixe eufórico com a sua chegada, acredito muito mais no português do que por exemplo em Douglas.

E por falar em Douglas.
Saídas - Douglas e Ewerton
Já gostei bastante do Ewerton, mas não parece ter futuro neste Sporting. As lesões são uma maldição e a concorrência parece não facilitar as coisas para o brasileiro. Já Douglas nem cheguei a ter uma opinião formada. Um sonho antigo do JJ que veio para ver o Sporting jogar. Foi isto. Ambos devem ter mercado e, visto que nada acrescentam a um Sporting com já 4 boas opções, o Sporting deve tentar arranjar os melhores negócios possíveis. Ewerton por exemplo tem mais 2 anos de contrato, sendo uma das melhores oportunidades para vender.

Casos a resolver -  Tobias Figueiredo e Domingos Duarte
O primeiro é um caso que me incomoda um bocado. Já acreditei bastante nele, pela sua garra, o seu ar concentrado de quem parece que vai arrancar um dente a um avançado e por marcar alguns golos (chegou a fazê-lo pela primeira equipa e tudo).
No entanto, Tobias Figueiredo parece estar numa fase decrescente da sua carreira. O empréstimo ao Nacional da Madeira não foi propriamente feliz e a equipa acabou mesmo por acabar no último lugar no campeonato. Não se impôs definitivamente e até foi expulso 3 vezes. Um novo empréstimo parece ser a melhor solução, resta-nos acreditar no valor do jovem português.

Já o segundo nunca me deu grandes esperanças mas esteve num nível surpreendente para quem fez a sua primeira época na Primeira Liga e fora do Sporting. Domingos Duarte é um jogador a ter em conta nos quadros do Sporting. Prevê-se um novo empréstimo pois um lugar no plantel será caro.

Deixar ainda uma nota final: Merih Demiral
Enquanto escrevo este post estou a ver o Sporting-Guimarães em juniores, e lembro-me de um jogador que me surpreendeu no pouco que vi. Atenção ao turco, tão cedo não se estreará na equipa A, mas o futuro parece que pode passar por lá. Cuidado com ele.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

O meu plantel para 2017/18 - Defesa Esquerdo

DE - ...
Esta posição está a necessitar tanto de um reforço que nem sei que jogador atual colocar.
Sinceramente, o meu lateral esquerdo favorito continua a ser o Jefferson. Não muito pela sua qualidade, que apesar de ainda poder existir anda muito escondida desde o ano passado. Apenas por ser o menos mau. É dos melhores defesas a cruzar da nossa equipa, mas falta-lhe algo.
De Zeeglar pouco tenho a dizer. Já fui um defensor da sua qualidade, por ser forte fisicamente e até parecer sacar de um ou outro bom cruzamento, mas as paragens cerebrais que abrem buracos na nossa defesa e que põem sempre em risco a sua permanência em campo já me fizeram mudar de ideias. Se a proposta aparecer, é para vender.
Existe ainda a possibilidade Ricardo Esgaio. Acho que podia fazer um post inteiro dedicado a ele. Sobre o fato de estar a tornar-se parte da mobília em Alvalade sem se impôr nem tornar-se um jogador de uma posição definida. Tem qualidade, mas não suficiente para o Sporting. Precisa de evoluir, talvez seja só preciso uma maior aposta nele ou talvez seja apenas o limite dele. Mas o jogo que mais gostei de ver dele acabou por ser aquele em que acabou a jogar na esquerda contra o Porto.
Nem vou falar do Bruno César. Espero nunca mais vê-lo nesta posição. Fui a Chaves ver o Perdigão a arrebentar com ele exatamente à minha frente. É um bom jogador, mas não para esta posição. Por favor, não.
No mínimo dos mínimos, Jonathan Silva tem de estar presente na pré-época. Poderá ser a solução para o nosso problema e está à mão de semear! Apresentou qualidade suficiente com Marco Silva, pecando talvez nas consequências da sua juventude. Chegou a tornar-se internacional pela seleção da Argentina! Não foi um indiscutível no Boca Juniors (27 jogos, 1 golo e 2 assistências em 2 anos de empréstimo), mas isso chegará para dizer que é pior que Jefferson e Marvin? Muita curiosidade neste miúdo, penso que Jorge Jesus podia trabalhar bem com ele, nesta que parece ser uma posição fetiche dele.
Não esquecer ainda um jovem que este ano deu uns ares da sua graça na equipa B: Pedro Empis. No meio de tanta rotação na esquerda (B. César, Esgaio, Jefferson e Zeeglar) fico surpreendido como nunca foi chamado nem que seja para a bancada. Foi para mim uma belíssima surpresa. Impôs-se na equipa B de forma clara e em grande nível. Garra a transbordar, capacidade técnica e inteligência de jogo. Parece-me ser um jogador na linha do que Jonathan Silva pode fazer e gostava muito de vê-lo
na pré-época. Caso contrário, equipa B ou empréstimo. O rapaz merece jogar  evoluir.
Nada a comentar quanto aos restantes jogadores da equipa B, nenhum me parece estar preparado nem para ir para bancada nos jogos na pré-época.
Em forma de resumo e sem olhar para reforços (QUE NESTA POSIÇÃO É NECESSÁRIO) a minha escolha seria: escolher 2 entre Jefferson, Jonathan e Pedro Empis. O mais provável é Empis ficar de fora e vir uma nova contratação, que discutirá o lugar com Jefferson ou J.Silva.

Se o Sporting quer chegar longe na época que vem, resolver o problema desta posição é FUNDAMENTAL! 

quarta-feira, 17 de maio de 2017

O meu plantel para 2017/18 - Guarda-Redes

GR - Patrício e Beto

Duas opções de qualidade, Patrício para o campeonato e Competições Europeias enquanto o Beto jogava nas taças. Não acredito muito na necessidade de uma terceira opção, até porque é raro necessitar dela (se é que alguma vez) e temos ainda soluções na equipa B.
Caso Patrício saia, e existe essa possibilidade, deve-se comprar uma nova opção válida. Apesar de o Beto ser efetivamente um bom GR, Jorge Jesus parece estar com um pé atrás e dar-lhe a baliza com regularidade. Um bom valor de venda para Patrício seria no mínimo 15M. Quer queiramos quer não, apesar de o Rui ser campeão Europeu, nunca o foi pelo Sporting e não teve uma época particularmente boa. Inquieta-me a quantidade de jogos em que quase não foi chamado a intervir, mas quando o foi acaba por sofrer um golo em que fica mal na fotografia (seja entre as pernas, seja como o golo sofrido contra o Belenenses recentemente ou simplesmente quando parece que podia ter feito mais). Quanto a possíveis substitutos não sei se apostar no mercado interino não seria uma boa ideia, gosto especialmente do Matheus e Marafona do Braga, pena não ter a certeza se seriam opções realmente boas para o Sporting.
Emprestar: Azbe Jug, Pedro Silva/Stojkovic Azbe Jug ainda não me convenceu minimamente, e penso que qualquer sportinguista o pode dizer. Emprestá-lo seria um bom teste e deferiria se tem qualidade para vestir a nossa camisola. Quanto a Pedro Silva, acho que após mais de 60 jogos pela equipa B está preparado para dar o salto. Como ir para suplente de Beto e Patrício seria um passo atrás e sinónimo de bancada, um empréstimo a um clube da Primeira Liga seria acertado e fácil de fazer. Foram boas exibições efetuadas durante 2 anos e duvido que algumas equipas da Liga recusassem a oportunidade, sobretudo aquelas que se prevê uma época díficil, o que seria efetivamente uma boa oportunidade de evolução para o jovem guarda-redes. Acredito no seu futuro. Mas talvez por ser ainda bastante jovem (20 anos) não seja fácil para qualquer equipa apostar nele de forma regular. Um caso a ver. Já a Stojkovic não sei o que esperar dele. A baliza da equipa B deverá ir para Luis Maximiliano, só caso contrário Stojkovic deverá ficar no plantel. Caberá à SAD escolher entre a permanência ou sa saída, seja por empréstimo ou definitiva.

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

[RUMOR] André Pinto assina a custo zero.


     Ainda não foi oficializado, mas é o que se fala, chegando no fim da época.

     No entanto fico a pensar.

     Ter Coates, Semedo, Paulo Oliveira, Douglas e André Pinto não será demais quando neste momento ainda não sabemos se vamos à champions na próxima época?
     Acredito que Douglas saia e bem cedo, mas mesmo assim... Bem, uma coisa é certa, a concorrência vai aumentar e o Sporting só tem a ganhar com isso.

     Não esquecer que ainda há Tobias (não está a deslumbrar no Nacional) e Domingos Duarte (parece que tem estado muito bem), dois jovens da academia à nossa disposição.

Bruno de Carvalho, o Sporting e as eleições

     A primeira vez que votei na vida foi nas últimas eleições do Sporting Clube de Portugal. Tinha eu 18 anos e zero eleições nacionais no meu curto tempo enquanto adulto à altura. A primeira seria para eleger o próximo presidente do Sporting após o pior momento de sempre da história do nosso clube. Sendo eu um (orgulhoso) transmontano e duriense e a estudar no Porto, viajar até à capital para apenas assinar uns quantos boletins era uma viagem longa. Não me esqueço dos problemas que na altura eram falados aquando dos votos por correspendência, responsabilidades do Eduardo Barroso se não me engano (indignei-me pelas redes sociais nessa altura, não me esqueço), mas lá consegui votar e enviar os meus votos. Votei Bruno de Carvalho, e de várias coisas que me arrependo na vida, votar nele não foi uma delas.

     Era o início de uma nova era, uma alma nova e revolucionária no clube, era um adepto, um dos nossos a comandar as tropas agora! Sem papas na língua e com um apoio desmedível da massa adepta (salvo alguns velhos do restelo, que sempre existem). Bruno de Carvalho tinha um pouco de todos nós. Era um de nós.

     A primeira época foi um crescimento estrondoso. Leonardo Jardim é para mim um dos responsáveis por tudo de bom que aconteceu no Sporting nestas 4 épocas. Foi um segundo lugar depois de acabar 5 lugares abaixo disso, jogando com Maurícios (que guerreiro, mas 1 ano depois viu-se que sem Rojo ao seu lado as coisas eram diferentes), descobrindo William, lançando um jovem irreverente de seu nome Carlos Mané, um grande Montero na frente (saudades) e um Slimani que dava os primeiros passos do que seria uma caminhada que nos aquece o coração. Havia ainda Wilson Eduardo que depois daria lugar ao seu irmão. Jesus, até o Shikabala lá estava, não me esqueço da sua carreira no Sporting: 15 minutos contra o Estoril, onde chegou a fintar 5 jogadores na primeira vez que tocou na bola e as bancadas se agitavam. Depois foi a história que todos conhecemos.
Obrigado mister pelo que fez por este clube. Teve o pior plantel da era BdC (minha opinião) e teve resultados muito bons, construindo a base do que seria o Sporting dos próximos anos. Gostaria muito de o ver de volta ao clube. Admito que o futebol não era de uma qualidade arstística do outro mundo, mas era lutador e ganhava jogos, nem que fosse o Super Sli a matar nos instantes finais.

     Depois veio Marco Silva. E Nani. Porra, tivemos o Nani de volta a Alvalade e não para acabar a carreira. Carrillo e Nani faziam uma dupla de extremos que eu adorava na altura, um era uma flecha e o outro um jogador da casa mas já de um nível superior. Slimani impôs-se definitivamente. O raio do Naby Sarr custou-nos pontos valiosos na Champions, e o roubo na alemanha frente ao Shalke ("mão" de Jonhatan Silva) também nos ficou atravessado. O golaço do Tanaka frente ao Braga no último minuto!!! Tivemos o caso da Doyen-Rojo. Ganhámos a taça de Portugal de forma épica!! Foi lindo. Infelizmente acho que foi este o ponto mais alto do Sporting no mandato de BdC, podia ter sido o título o ano passado.
     Mas depois deu-se a saída atribulada do MS. Não me vou alongar sobre esse assunto, mas não posso deixar de dizer que não gostei. Foi um bom treinador, dos melhores que me lembro, e tinha uma postura de nível. Acho que não merecia sair da maneira que saiu. Muito obrigado mister.

     Chegou então Jesus. Não há muito a dizer, montou uma equipa espetacular. 4 dos habituais titulares tornaram-se campeões da Europa no fim da época. Slimani foi mais Super do que nunca. Adrien tornou-se um monstro no meio campo, tendo ao lado outra besta enorme: Sir William. Patrício foi o mesmo de sempre, quem sabe melhor até. Coates e Semedo formaram a que para mim foi a melhor dupla de centrais que sempre vi no Sporting. Tivemos um incrível João Mário, que belíssimo jogador, um leão que nos deixa saudades. Até o Teo teve momentos muito bons no meio das polémicas e do estilo irritante de quem não corre no campo mas lá sabe o que faz: marcar. Apareceram dois meninos que nos prometem muito: Gelson e Matheus. Desapareceu Carrillo (foi de bestial a besta).
Não posso esquecer-me do Bryan Ruiz. Foi dos melhores da época. E é uma pena ter falhado aquele golo frente ao Benfica. Seriamos campeões. Bryan nunca mais foi o mesmo desde esse jogo.

     Mas Jorge Jesus cometeu pecados que sairam muito caro a esta equipa. Jesus não sabe estar calado quando deve. Pode ter muito valor, e tem, mas conseguiu unir uma equipa em torno de um treinador: Rui Vitória. As "bocas" constantes. Os auto-elogios. Temos o caso recente do jogo em Madrid. Foi um jogo tremendo do Sporting, e uma derrota injusta. Mas Jesus falou demais. E a equipa sentiu-se desvalorizada ao ver os louros do seu trabalho dados ao treinador. Dados por ele mesmo.

     Esta época está a ser má. Ponto. Contratações péssimas. Má gestão do plantel. Andámos a emprestar jogadores de qualidade para depois gastar dinheiro em flops. Custa-me muito isto. Muito mesmo. Só 2 contratações mostraram valor real para este clube: Bas Dost e Beto. Um matador e um verdadeiro leão. Nem vou falar dos outros que foram contratados.

    Outro problema deste Sporting: a comunicação. Bruno de Carvalho já não emite comunicados todas as semanas, mas antes era gozado por isso. Podia ter razão, e tinha muitas vezes, mas era demais. Sem falar no Nuno Saraiva. No início gostei, agora estou farto.


     Mas concluíndo: Bruno de Carvalho é e será o presidente do Sporting durante muito tempo. Tudo indica isso. Os adeptos estão do lado dele, só os ignorantes e esquecidos o podem querer mandar embora. É certo que não ganhámos nada no futebol (salve-se uma Taça de Potugal e a Supertaça), mas há pernas para andar, o crescimento está à vista, o futsal cilindra, o hoquei e o andebol estão muito bem, vamos ter o Pavilhão este ano! Há coisas que têm de ser mudadas, mas a gente acredita. Ser Sportinguista é assim mesmo.

     E lá voltarei eu a enviar os meus votos por correspondência.

P.S. Pedro Madeira Rodrigues não vai ganhar (não está em condições de o fazer), mas merece respeito. É um candidato a esta instituição que adoramos e merece o nosso respeito. Ele e qualquer outro. Bruno de Carvalho também já foi um.

Força Sporting, nunca te abandonaremos.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Olhando para o extremo

     Numa altura em que a equipa lidera o campeonato poucas coisas passam pelas nossas cabeças para além da possibilidade de quebrar o jejum. Sem esquecer a Liga Europa, obviamente.
     No entanto hoje pus-me a analisar os dados estatísticos da equipa e deparei-me com uma situação: o número de jogadores que temos que podem jogar na posição de extremo (sem contar com o lado, esquerdo ou direito).

Corrijam-me se estiver errado:

  • Atualmente no plantel principal 

           Bryan Ruiz
           Bruno César
           Carlos Mané
           Gelson Martins
           João Mário
           Marvin Zeeglaar (dificilmente o fará, uma vez que é a nossa melhor alternativa a Jefferson)
           Matheus Pereira
           Ricardo Esgaio

  • Na equipa B 

           Daniel Podence (pessoalmente acho que é a melhor opção na equipa B)
           Francisco Geraldes (poderia fazer algo como João Mário)
  • Emprestados

           Heldon
           Iuri Medeiros

     Não sei o que fará a direção com todos estes jogadores, mas uma coisa é certa: no próximo Verão todos estes jogadores estarão à nossa disposição... para 2 posições.
     Muitos jogadores. Mesmo contando que alguns como Ruiz e João Mário podem desempenhar igualmente bem (ou melhor) outras posições. Ou mesmo que outros são apenas opções de recurso (Esgaio e Zeeglaar).

    Alguém terá de sair. Ou será que não?
    Vamos olhar mais atentamente setor a setor.


EQUIPA PRINCIPAL




Ruiz - Intocável. Dos jogadores que mais prazer dá ver a jogar. Longe de ser um jovem, dificilmente algum grande europeu fará uma proposta decente para o levar.

Bruno César - O poder de fogo oferecido pelo chuta-chuta é sempre útil, mas o jogador não é um indiscutivel. Com 27 anos ainda tem mais para oferecer, deve ficar pelo plantel, não imagino grandes propostas por ele.

Carlos Mané -  Esteve prestes a sair mas Jesus mudou de ideia e "repescou" o jogador. Útil, sorrateiro e com boa relação com o golo. Mas não tem lugar garantido e mais propostas poderão chegar.

Gelson Martins - Ainda um miúdo, mas que já é uma certeza. Certamente que a direção não o deixará sair.

João Mário-  Dos melhores da equipa. A sua cotação vai subindo e o Europeu (neste momento a convocatória é mais que merecida) poderá fazer subir ainda mais. Mas terão de chegar números elevados a Alvalade para ele sair.

Marvin Zeeglaar- Ficará no plantel para o ano. J. Silva está emprestado ao Boca Juniores e não temos mais opções a Jefferson.

Matheus Pereira- Na linha de Gelson, mas parece estar ligeiramente atrás do português na hierarquia. Poderá ser emprestado se a concorrência for muita.

Ricardo Esgaio- Não é o melhor lateral direito, nem médio-ala, nem extremo. No entanto pode ser uma ajuda para colmatar lesões (João Pereira não tem mais concorrentes). Mas para extremo o onze titular é uma miragem.


NA EQUIPA B




Daniel Podence e Francisco Geraldes- Gosto bastante destes dois jogadores e revolta-me um pouco saber que ainda estão na Segunda Liga. Podence peca na altura mas é rápido e bom de bola (Jesus já o pôde ver na Taça CTT). Já Geraldes penso que poderia ser uma espécie de João Mário (médio centro que é capaz de entender a posição mais chegada à linha lateral).

Devereriam ser emprestados, no mínimo.


EMPRESTADOS


Heldon- Não parece ter lugar na equipa principal.



Iuri Medeiros- Talvez o jogador que melhor está a aproveitar o empréstimo. Técnica, rapidez e um pé esquerdo cheio de talento. Precioso no Moreirense e com tendência para marcar ao Porto e ao Benfica. Reclama um lugar no plantel 2016/17, e penso que é aqui que as coisas complicam na gestão da equipa.


E vocês o que acham?

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Renovação do Opinião Leão

     Boa noite Sportinguistas, venho aqui apenas informar que renovei o blog e a página no Facebook e apelar ao vosso like.

     Para além disso amanhã teremos um post novo.
     Fiquem atentos ;)

     SL

segunda-feira, 13 de julho de 2015

OFICIAL: João Pereira de volta ao Sporting


3ª contratação deste ano!

Já foi bem sucedido no passado,veremos como se safa agora com Jesus, que o potenciou no Braga, e depois de 2/3 épocas em que pouco jogou...

Boa Sorte!

Imagem retirada do Site Oficial do Sporting

quarta-feira, 1 de julho de 2015

Jogadores cumprem exames médicos

Boeck (ai essas férias...)

Jefferson

Jonathan Silva

Zakaria Labyad

Labyad: “Espero que possam ver o meu melhor. Vou dar tudo o que tenho, usar todo o coração e toda a energia para fazer um bom trabalho. Cheguei há dois dias e, mal aterrei, tive um bom pressentimento. Tinha saudades do Sporting e das pessoas de cá".

“Estou diferente de quando cheguei. Na altura, tinha menos maturidade e deparei-me com uma grande cidade e um grande Clube. Nem sequer falava português. Agora, já sei falar um pouco, o Presidente é outro e a minha última época foi muito boa. Espero conseguir fazer o mesmo aqui e provar que posso ajudar e ser útil ao Sporting”



André Geraldes e Rosell


Tanaka

Ruben Semedo, depois de uma época emprestado ao Reus de Espanha

Tanaka até mereceu duas fotos

Slavchev, depois de meia época no Bolton

Ryan Gauld

Wallyson Mallman
Wallyson: “O objectivo é ganhar o meu espaço e jogar. Estou entusiasmado com este início de época, não via a hora de recomeçar. Agora, é trabalhar para conquistar o meu lugar”, afirmou o médio brasileiro.

“O que fiz no ano passado pode ajudar, mas não significa nada. É um novo começo, por isso tenho de fazer tudo de novo, mas ainda melhor do que antes. Estou 100% focado na pré-época e quero dar o meu máximo”



Jefferson, Ewerton e Gauld

Rosell
Imagens: Sporting Clube de Portugal-Facebook

E O SPORTING É O NOSSO GRANDE... ANIVERSARIANTE


109 anos de história.
Parabéns Sporting!

E é com imenso orgulho que digo que hoje finalmente contribuí para a missão pavilhão!
Longe de ser uma prenda para o clube, mas sim o cumprir de uma obrigação. 


FORÇA SPORTING!
P.s. Não se esqueçam, logo há noite: II Gala Honoris Sporting!